Vamos falar de gratidão?

Vamos falar de gratidão?

Quem aqui nunca se sentiu injustiçada por algo que plantou com tanto carinho e na hora da colheita veio uma tempestade que destruiu tudo? Talvez a ingratidão, a falta de reconhecimento ou um pedido de desculpas não feito…
Agora, feche os olhos por um minuto e imagine como nosso mundo seria diferente se todos cultivassem a gratidão!
 
Aproveitando que novembro é o mês que alguns países comemoram o Dia de Ação de Graças ou Thanksgiving, vamos refletir um pouco sobre o tema. É uma data celebrada por pessoas de todas as crenças – isso é parte do que a torna tão maravilhosa. Centenas de anos atrás, a ocasião celebrava a colheita. Para colher, é preciso antes preparar a terra, afofar o canteiro, colocar nutrientes e regar conforme a necessidade da planta e arrancar plantas daninhas. Cultivar é um trabalho árduo que exige paciência e cuidado.
 
Nossas mentes tendem naturalmente a focar na colheita, esquecendo-se do processo de cultivo. E passamos a ver o lado negativo das coisas, encontramos facilmente o problema nas situações… Nossas agendas lotadas e nossas listas de tarefas, nossas preocupações, nossas reclamações, as coisas que gostaríamos de ter ou as circunstâncias que gostaríamos que fossem diferentes.
Devemos ser intencionais em cultivar pensamentos de gratidão. Quando começar a pensar no negativo, tenha a intenção de voltar os pensamentos para as coisas boas de nossa vida, que são muitas. Então, quero deixar uma sugestão de atividade para que você comece a cultivar o hábito de gratidão.
 
*Conte as bençãos que tem!*
Registre com poucas palavras num caderno pelo que você é grata naquele dia! Ou coloque num pote semanalmente papeizinhos com os motivos de gratidão e abra no ano seguinte com a família, fazendo do momento uma expressão de gratidão a Deus pelo que ele proporcionou!
 
Lembre-se de anotar as bênçãos e provisões. Sua família como ela é, a água quente no banho, a roupa limpa que precisa dobrar e guardar, a comida, a compra, a escola das crianças. Sua respiração, seu paladar, seu olfato, seu café na xícara. Olhe ao seu redor, e veja bondade nas coisas.
 
Concentre-se em coisas que animam, gaste sua energia nelas e não em coisas que esgotam.
 
Deixe a paz governar seu coração! Não ande ansiosa, pelo contrário, dê graças em todas as circunstâncias e seu olhar irá mudar, seu coração transbordar.
E só podemos dar do que transborda o coração. Se é paz, daremos harmonia, se contentamento, daremos alegria, elogios, agradecimento… E assim, estará guardando o seu coração, porque é nele que se nascem a fontes de bençãos em sua vida.
Experimente praticar a Gratidão! Mude o foco com atitudes que contagiam o ambiente com graça e bondade em lugar de reclamações!
 
Quer conversar mais sobre gratidão e outros assuntos da maternidade?
Mande-me um direct no Instagram @mopsbrasil ou @criscardosostudio.
 
 
Cristina Cardoso é mãe de três meninos. Já foi secretária executiva, tradutora de informática, especialista em TI e hoje ela dedica seu tempo à gestão de líderes do ministério MOPS International no mundo todo, treinando mães para se reunirem em mais de 70 países em suas comunidades para rir, chorar e abraçar o caminho da maternidade, se sentirem mais equipadas para descobrirem sua verdadeira identidade. Para informações no Brasil: www.mopsbr.com.br e no exterior www.mops.org.

Compartilhe:

Categorias